+A
Empregadores domésticos não poderão mais deduzir INSS do trabalhador do IR


Os empregadores domésticos não poderão mais deduzir do 
Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) os gastos com a contribuição previdenciária do trabalhador. O incentivo, instituído em 2006, perdeu a validade e não foi renovado pelo governo e pelo Congresso Nacional.

No IRPF a ser declarado em 2020, cujo ano-base é o de 2019, não haverá possibilidade de deduzir os gastos com contribuição previdenciária patronal de empregados domésticos.

Até o ano passado, empregadores podiam abater até R$ 1.200,32 de seu Imposto de Renda. A dedução é limitada a um doméstico por declarante.



Soma Contabilidade e Auditoria.

Dólar compra
Dólar Venda
Euro Compra
Euro Venda
R$ +0,69%
R$ +0,69%
R$ 4,8332
R$ 4,8350
Nossos clientes
Todos os direitos reservados - Soma Contabilidade e Auditoria - 2013